quinta-feira, 22 de março de 2012

PRONUNCIA-SE


PRONUNCIA-SE o dia num lindo arrebol
No frêmito das tulipas ao sol
E pelos rubis azuis - esverdeados
Encontro um espelho pra minha alma,
Pelos longos fios loiros de ouro alados
Um universo controverso (a calma)...

E num alvoroço o dia pede pressa
Só pra mais uma rápida conversa
E numa nuvem branca se dispersa
(quem tão de repente está às avessas)

O tempo dispara como uma lança
Para dar um sopro o vento que espera
Depois de tanto pairar a calmaria
Súbito num louco bater alcança
Da flor o amor, a sua mais doce iguaria...

13 comentários:

  1. Obrigado, Joselito, pelo comentário, volte sempre, a casa é sua.
    Nem sei se o que faço é poesia, mas o que escreves já chegou lá com qualidade.

    abraço

    ResponderExcluir
  2. Olá Joselito,
    Que grande prazer em recebê-lo em meu blog de poesias. Você tem um belo espaço e que poesias maravilhosas você escreve. Esta que postas hoje, é belíssima. Gostei muito daqui. Virei, também, sempre lê-lo e prestigiá-lo, amigo.
    Quero convidá-lo a conhecer meu outro blog, onde exponho mensagens e textos espíritas.
    Não sei se gostas deste tema, porém gostaria que fosses até lá para conhecer. Terei imensa honra e ficarei muito feliz com sua presença por lá. Espero que gostes.
    Obrigada por tudo, amigo.
    Paz e luz em seus dias.
    Grande beijo,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  3. Li teus textos, Joselito, e são muito bons. Tu sabes trabalhar bem as palavras.

    ResponderExcluir
  4. Dou o maior valor a poesia.

    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  5. Oi Joselito,
    Gostei por demais... Está ótimo esse tempo corrido e rimado...
    Beijos e gostaria de sua participação lá em meu blog...,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite...Adorei tua calmaria,
    mas como gostaria de escrever assim, com
    palavras que nos remetem a outros tempos, quiçá atemporal...Abraços

    ResponderExcluir
  7. Joselito, primeiramente, quero agradecer a sua visita ao meu blog. Senti-me honrada!
    Ah! Estou encantada com esse seu espaço!
    Confesso-lhe, gostei de sua forma de se expressar! E causou-me admiração as suas poesias tão ternas e viscerais!
    Com certeza, virei mais vezes.
    Aproveito para lhe fazer o convite para que retorne ao meu. Será um prazer recebê-lo por lá!
    Beijo,
    Anitha

    ResponderExcluir
  8. OLÁ Joselito, marcando presença e lhe desejando um excelente fim de semana!

    ResponderExcluir
  9. Muito lindas as coisas que escreve! Adoro poesia e as suas são encantadoras. Ah, obrigada por visitar meu blog (andei parada por uns tempos, faculdade... Espero postar coisas novas logo) tomara que tenha gostado, e sempre que quiser dar uma passadinha, sinta-se a vontade!

    ResponderExcluir
  10. Olá :D. Obrigada pelo elogio ao meu blog! Sinto-me feliz que tenha gostado. Mas fogo *___* os seus são muito melhores, os meus ainda são muito tenros :). Volte sempre que quizer, eu ficarei seguindo o seu também. Abraço grande também para sim <3 !!

    ResponderExcluir
  11. Um poema repleto de lindos versos, com ótimas rimas e com direito a tão belas imagens poéticas.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Belos versos! Sonhei ser poeta um dia, mas perdi a inspiração... Abraços!

    ResponderExcluir

Almas que se expressaram