quarta-feira, 24 de julho de 2013

Aqui, Flor


Aqui, Flor, no anoitecer
onde suave a tarde jaz
distante no horizonte
como se fosse gaivotas
pairando sobre os ares
como os teus olhares
caem no esquecimento.

O tempo é um mergulho
como o sol que penetra
calmamente entre as folhas
enquanto o vento sopra
as suas melodias vernais
e o pensamento ressoa
como um eco no abismo.
 
Quem sabe quão distante
desta tarde minha alma
intrépida navega a esma,
como um desejo desliza
suavemente como o mar
que jaz num beijo sutil
na onda de outro tempo.

3 comentários:

  1. Bom dia
    Fantástico..

    Abraço
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Bom dia

    BRILHANTE

    Deixo um abraço
    ****************
    Querendo, visite(m)-me ...Obrigado

    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo , adorei !

    ResponderExcluir

Almas que se expressaram